Poemas e Prosas: Pequeno grande homem

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Pequeno grande homem

Pequeno grande homem
Conto de Wesley Coelho

 Havia um lugar pouco distante daqui quase perto do fim do mundo onde tinha uma pequena casa, pequeno rio, pequeno homem que queria ser um grande homem, porém não sabia como.
 Certa feita ele acorda de manhã, pega seu barquinho e vai viajar para buscar seu sonho(de ser grande).Ele navega, navega, navega continua a navegar naquele pequeno rio até uma inesperada e estranha tempestade começa no rio, ele achou muito estranho porém continuou até que o pequeno homem não viu uma rocha em sua frente e bate firme nela e cai na água turbulenta e desmaia com tamanho susto. 

 De repente acorda na areia de uma praia, e contempla aquele lugar e vê que é uma ilha, mais que ilha grande!”exclama o homem, começa a entrar na mata da ilha e ouve um barulho de musica, musica com tambores e sopros como se fosse de trombetas, ele chega perto e avista muitas, muitas pessoas dançando ao redor de uma fogueira,"chegarei mais perto!" exclama o homem, Quando se depara com eles "não acredito no que estou vendo!" exclamou outra vez com ar de impressionado com aquilo, eram muito pequenos menores que ele pareciam duendes, ele começa volta para mas faz um barulho e os pequeninos escutam e começam a se esconderem, ele observando essa atitude deles conjectura "estão com medo de mim do que eu deles." e resolve entrar naquela aldeia e exclama: Eu sou de paz não sou de guerra estou perdido preciso de ajuda, por favor podem me ajudar?. Logo começaram a aparecerem um por um, muito assustados estavam desconfiados e o pequeno homem impressionado porque eles o entendiam. De repente um dos pequeninos cria coragem e pergunta:Quem és tu criatura gigante? o homem impressionado  pois pela primeira vez sua vida se sentia grande, e começa a falar de onde era, quem era, o que fazia, e os pequeninos exclamaram: É ele, é ele ! O homem perguntou: Eu o quê criaturas pequeninas? Eles reponderam: És tu o escolhido para proteger esta ilha! O homem falou: Deixem de besteiras eu me perdi e preciso achar o caminho para casa imediatamente. Os pequeninos insistiram e falaram: Tu és nosso protetor é teu destino, por isso vieste para cá você foi escolhido para ser nosso rei e herói agora sim, nada pode nos matar. O homem pensando naquelas coisas que um pequenino falou, pensou, pensou, pensou até que decidiu ficar e ser o que nasceu para ser, um grande homem. Logo todos os pequeninos fizeram uma festa durante dias e dias para agradecer a chegada do novo rei e protetor, e todos ficaram felizes e o pequeno homem? Nunca mais se sentiu pequeno outra vez.