Poemas e Prosas: PROFISSÃO DE FÉ

quinta-feira, 9 de julho de 2015

PROFISSÃO DE FÉ

Profissão de fé
De Paulo Bomfim
Cabe ao poeta falar
Em nome do que é silêncio,
Deixar que os mortos não morram
E semear de novos ritmos
Os campos do amanhecer.
Cabe ao poeta a missão
De plantar luzes na noite,
De cantar um canto novo,
Desencantar a verdade,
E oferecer aos irmãos
Um tema para viver!
Cabe ao poeta ser livre,
E que de veias abertas
Dê de si aos que caminham
Com fome de redenção.
Cabe ao poeta cantar
A terra que se faz alma,
Ser palavras em boca simples,
Amizade em honra amarga,
Alegria entre as crianças,
Ternura sobre a velhice,
Cabe ao poeta falar:
- Se calar é porque é morto,
Por paixão de ter vivido!