Poemas e Prosas: O AJUNTAMENTO DO POVO

sexta-feira, 25 de março de 2016

O AJUNTAMENTO DO POVO

O AJUNTAMENTO DO POVO
DE WESLEY COELHO

Quando o povo ajuntará seu poder?
Quando será que o sonho se realizará?
Como minhas mãos doem.
Sento na relva para
Filosofar o verdadeiro,
Chego a até desmaiar
Para sonhar outra vez.
Sou tão desprezado por ser ninguém.
Mas quando for, serei difícil de entender.
Parti meu coração para ser dois de formas
antônimas, de formas semânticas, de formas astronômicas.
Quando o povo continuará sem ler?
Sem querer ser
Sendo alguém que mude o próximo?
Será que é duvida?
Acredito que seja afirmação da Arte poética.
Mas o povo revolucionará, pois está em seu sangue a revolução.
O povo será camarada outra vez, mais uma vez mais.